quarta-feira, 17 de julho de 2019

Terminam as gravações de “Avenida Brasil”


As gravações de “Avenida Brasil”, novela das 21h do SBT, foram concluídas na noite desta quarta-feira (17/07).

Para o diretor artístico Ricardo Waddington, um elemento especial foi o responsável pela identificação de um público tão diverso com a trama: a emoção. “Essa novela foi muito humana, de interpretações sinceras. Acho que isso faz com que qualquer universo seja comum a todos, do eclético ao corriqueiro”, diz. “Fizemos um trabalho enorme, uma pesquisa para encontrar uma estética forte o bastante, mas que não nos deixasse cair na armadilha do caricato em relação aos personagens”, finaliza.

Adriana Esteves estava muito animada e emocionada com o fim do trabalho realizado. “Estou mega feliz e doida para tomar minha cervejinha”, brincou a atriz, que foi muito aplaudida durante a gravação de suas cenas. “Sou eternamente grata ao João Emanuel Carneiro por ter me dado uma personagem tão rica e tão desafiadora. Estou marcada e Carminha ficará para sempre na minha memória. Foi recompensador”.

Marcello Novaes ressaltou a oportunidade de ter interpretado um personagem tão marcante em um momento especial de sua carreira. “Me sinto realizado, principalmente por estar fazendo 30 anos de carreira. Não esperava que fosse ser algo tão grandioso”, disse.

Vera Holtz confessou que não vai esquecer o impacto que novela teve no país. “A maior lembrança para mim é essa relação familiar. Foi uma novela que teve muito impacto na sociedade e ficamos pulsando juntos”, afirmou. Para Thiago Martins, a conquista foi de todos: “Foi um sucesso coletivo!”.

Também não faltaram elogios ao autor João Emanuel Carneiro. “O que mais me marcou foi o texto maravilhoso. A trama era muito boa. Foi um trabalho feliz”, disse Débora Bloch. Isis Valverde vai sentir saudades da novela. “Além de ser um sucesso nacional e boa de ver, a novela também foi ótima de se fazer!”, contou.

Uma marca de “Avenida Brasil” são os finais de cada capítulo, quando um personagem era congelado. Para Cauã Reymond, esse momento já está eternizado. “Não vou me esquecer dos carões congelados ao fim de cada capítulo, já estou até sentindo saudades antes do tempo”, confessou. Juca de Oliveira se sentiu privilegiado por ter trabalhado na novela. “Participar de uma trama que é um dos maiores sucessos em teledramaturgia foi um enorme prazer”, afirmou.

Com 176 capítulos exibidos, a trama de João Emanuel Carneiro fecha com média geral de 38.8 pontos, firmando-se como um grande sucesso para a faixa das 21h – o folhetim, no entanto, derruba em 0.8% os índices de “Fina Estampa” no mesmo período de exibição.

Não perca as emoções de “Avenida Brasil”, que termina nesta sexta-feira, 19 de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário