domingo, 9 de setembro de 2018

Em reta final, “Sete Vidas” segue com índices estáveis na audiência


Entrando em reta final, a novela “Sete Vidas” segue apresentando resultados considerados estáveis pela emissora, embora esteja abaixo do esperado para a faixa das 18h.

Com 90 capítulos exibidos, a trama de Lícia Manzo fecha com média geral de 19.2 pontos. O índice é considerado razoável, levando em conta a meta de 20 pontos estipulada para o horário das 18h. Há um crescimento de 9% em relação à sua antecessora, “Boogie Oogie”. É também o melhor desempenho nesta faixa desde 2016, quando “Flor do Caribe” foi ao ar.

No comparativo, “Sete Vidas” aparece com média superior a “Meu Pedacinho de Chão” (17.8), “Lado a Lado” (17.7), “Joia Rara” (17.7) e “Boogie Oogie” (17.6) no mesmo período de exibição. O folhetim fica atrás de “Flor do Caribe” (20.7), “A Vida da Gente” (21.9), “Araguaia” (22.1), “Amor Eterno Amor” (23.0), “Cordel Encantado” (25.3) e “Escrito nas Estrelas” (26.0), dentre as dez últimas novelas exibidas às 18h.

Nas últimas cinco semanas de exibição, o folhetim de Lícia Manzo não bateu novos recordes e oscilou entre 16 e 22 pontos. Na média mensal de Agosto, obteve 19.4 pontos, ante 19.7 de Julho.

Sete Vidas” segue se destacando negativamente por derrubar os índices da atração que a antecede no horário, a reprise de “História de Amor”. Nos últimos 30 capítulos, o folhetim das 18h teve 19.2 pontos de média, contra 25.3 da reprise vespertina. No último sábado (08/09), por exemplo, obteve 16 pontos, ante 26 da trama de Manoel Carlos: uma queda de 10 pontos entre uma novela e outra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário