domingo, 12 de maio de 2019

Vingança da mocinha faz audiência de “Avenida Brasil” turbinar


Há pouco mais de três semanas, “Avenida Brasil” passou por uma grande reviravolta: a vilã Carminha (Adriana Esteves) finalmente descobriu a verdadeira identidade de Nina (Débora Falabella) e se vingou. A empregada da mansão Tufão não deixou por menos e colocou em prática seu próprio plano de vingança, arquitetado por anos. E a audiência correspondeu positivamente, garantindo novos recordes para o folhetim.

Segundo dados oficiais, os 120 capítulos exibidos da trama de João Emanuel Carneiro acumulam média geral de 39.4 pontos. O índice é considerado ótimo, levando em conta a meta de 35 pontos estipulada para o horário.

No comparativo, “Avenida Brasil” supera “Fina Estampa” (39.1), “A Favorita” (37.9), “Caminho das Índias” (36.3), “Viver a Vida” (35.5), “Insensato Coração” (33.9) e “Passione” (33.3) no mesmo período de exibição. O folhetim fica atrás de “Duas Caras” (39.9), “Paraíso Tropical” (41.6), “Belíssima” (47.4) e “Páginas da Vida” (48.5), dentre as dez últimas tramas exibidas na década.

No último mês, o folhetim de João Emanuel Carneiro bateu três novos recordes positivos: garantiu 45.6 pontos de média com o capítulo 103, exibido em 22 de abril. Logo no dia seguinte, com o início da vingança de Nina contra Carminha, a trama bateu 47.2 de média e 50.6 de pico, seu melhor desempenho até agora. A 18ª semana de exibição, justamente pela reviravolta, também garantiu sua melhor audiência: 43.3 pontos.

Durante o mês de abril, “Avenida Brasil” também apresentou crescimento: 41.1 pontos, ante 40.0 de março.

Nenhum comentário:

Postar um comentário